Compartilhando a multifuncional SCX-4200 no Ubuntu

março 4, 2010

Olá! Como prometido, postarei agora como eu resolvi o problema de compartilhamento da multifuncional SCX-4200 no Ubuntu (utilizei o xubuntu na verdade, mas no final, dá no mesmo). Este guia é antigo, e não sei porque não postei antes, deixando como rascunho no bLOG… Enfim, se houver alguma incorreção ou problema, por favor relatem que eu tentarei arrumar.

scx4200

Primeiro, tenha certeza de que o scanner/impressora estão funcionando no seu sistema.

Se você não viu, postei como configurar isso neste post: Instalando a multifuncional SCX-4200 no Ubuntu 8.10 (Intrepid Ibex)

.:: Impressora

Novamente, a impressora é o passo mais simples. O compartilhamento da impressora ocorre pelo CUPS, que já vem instalado no Ubuntu por padrão, bastando a sua configuração pela página do CUPS (http://ip-do-servidor:631).

Na própria página do CUPS, na seção de Administração, existe a opção de compartilhamento. Após habilitá-la, basta configurar o caminho da impressora no cliente, usando o IPP ou, se o cliente for windows, descrevendo o caminho da impressora na rede.

.:: Scanner

O scanner foi um problema, de novo. Eu acreditava que o compartilhamento seria simples, pelo xsane, mas estava enganado. Simplesmente não encontrei como fazer isso. A saída foi olhar nos fóruns por aí.

Que decepção! Tudo o que encontrei foram mensagens do tipo “é até possível, mas não tem utilidade–para conseguir escanear, você tem que ir até a máquina de qualquer forma…“.

Ledo engano: eu tenho uma utilidade sim para o comparrtilhamento de scanner.

Primeiro, note que a multifuncional não fica ligada ao meu computador principal, mas a um PC um pouco mais singelo, que serve como servidor de arquivos, compartilha a minha internet, minha impressora (!) e que fica ligado 24 hs. Ora, qual a função de compartilhar o scanner? Pra não precisar ficar trocando o fio da multifuncional toda hora, para escanear do meu PC principal, que roda o Gimp/Photoshop… Só essa comodidade, acredito eu, vale a preocupação.

Enfim, pesquisei, mas não encontrei nada. Solução? Gambiarra.

Pois é. Como eu disse, meu servidor fica ligado 24 hs por dia, e, pra completar, não tem teclado, mouse ou monitor, o que implica que tenho que gerenciá-lo remotamente. Como? Utilizando o FreeNX. Desta forma, o “jeitinho” que dei aqui foi rodar o xsane remotamente, através do FreeNX, salvando o arquivo escaneado em uma pasta pública no servidor.

Se você ainda não tem o FreeNX instalado, sugiro que você leia este ótimo tutorial do Carlos R. Morimoto: Usando o NX Server.

Enfim, com o FreeNX rodando, crie uma nova sessão em sua máquina local, chamada “scanner“, e digite o endereço da máquina que tem o scanner (e o FreeNX Server, claro).

Compartilhando o Scanner - FreeNX (fig. 01)

Em seguida, escolha a opção Unix > Custom, e clique em “Settings“.

Compartilhando o Scanner - FreeNX (fig. 02)

Por fim, digite como comando “xsane”, e deixe marcada a opção “” para que o xsane rode como se fosse um programa da máquina local.

Compartilhando o Scanner - FreeNX (fig. 03)

Com tudo OK, basta executar a sessão do FreeNX, e pronto! Você conseguirá operar o scanner normalmente, como se estivesse com ele compartilhado! Veja um Screenshot da minha tela, com o Xsane rodando:

Xsane rodando remotamente com o FreeNX

Sei que isso é uma gambiarra, e não é, de fato, um compartilhamento do scanner como deveria ser, mas apenas reafirmo que supriu as minhas necessidades… Se alguém souber de um meio melhor, por favor, compartilhe! 😉

Anúncios

Deluge Web User Interface

fevereiro 7, 2009

Fuçando um pouco, vi que o Deluge possui um recurso muito legal, ideal para o meu servidor de arquivos em que ele roda…

Trata-se do controle remoto do programa por uma interface Web! Isso mesmo, você pode, portanto, acessar o Deluge pelo Firefox, ou outro browser, para ver o status de seus torrents ou mesmo para iniciar novos downloads!

Para ativar o recurso, abra o Deluge (no servidor, claro), vá ao Menu Editar > Preferências > Plugins. Neste menu, habilite o plugin “Web User Interface“:

captura_de_tela-preferencias-do-deluge

Clique em Preferências para configurar o plugin. Na tela que se abre, defina a porta em que o programa vai ser acessado, sendo que a padrão é a 8112, e defina uma senha de acesso.

captura_de_tela-configuracao-da-interface-web

Agora, basta abrir o endereço no seu browser, como em http://192.168.0.100:8112

Você deve, logicamente, substituir o endereço acima pelo endereço do computador em que o Deluge está instalado. Se tudo der certo, uma tela solicitando a senha que definimos aparecerá, e poderemos controlar nossos torrents pelo browser! Você pode ainda adicionar novos torrents, bastando fornecer o endereço do torrent no menu correspondente ou então fazer um upload.

Veja as minhas screenshots:

captura_de_tela-delugenome-de-usuario-mozilla-firefox

captura_de_tela-delugelista-de-torrents-mozilla-firefox

captura_de_tela-delugeadicionar-torrent-mozilla-firefox


Seu EeeBuntu fala português!

fevereiro 6, 2009

Dica rápida, pra começar o dia.

O EeeBuntu, apesar de configurar o sistema para o português, baseado na língua que você escolheu na instalação, não faz o serviço completo. Assim, muitos menus, programas e partes do sistema ficam em inglês, deixando um sistema “misto”.

Para arrumar isso, vá em System > Control Center > Suporte a Idiomas (é assim mesmo, viu?).

Marque a opção Português, e dê um Aplicar.

captura_de_tela-suporte-a-idiomas1

Agora, é só reiniciar e ver a diferença!


Configurando o Google Calendar no Thunderbird (do EeeBuntu)

fevereiro 6, 2009

Como vocês devem ter percebido, o EeeBuntu vem com o plugin Lightning instalado, que permite a utilização de calendários no Thunderbird. Essa função é muito prática se você usa o computador para trabalhar ou estudar, pois vocẽ pode salvar compromissos, provas, reuniões, e muitas outras coisas, com o computador até mesmo apresentando lembretes!

Por outro lado, se você usa o Google Calendar, sabe que é muito bom ter uma agenda na internet, em segurança, sem se preocupar em fazer backup de tudo quando tiver que mudar de máquina, correto?

O ideal, portanto, é integrar essas duas funções, claro!

O Thunderbird, em princípio, tem a capacidade de trabalhar com calendários. Contudo, para que você possa criar um novo evento nele, e para que então este seja salvo direto no Google Calendar, apenas o Lightning não é suficiente–você precisa baixar o plugin Provider, que fornece suporte bidirecional (ou seja, lê do Google e escreve no Google).

Se você abrir o Thunderbird e acessar o menu Ferramentas > Complementos, verá que o Lightning instalado é a versão 0.8, que não é a mais atual. Com efeito, essa é a versão que existe no repositório (você pode ver no Synaptic sob o nome lightning-extension), e sequer pode ser desinstalada pelo Thunderbird, pois a opção está desabilitada –pra tirar, só mesmo no synaptic ou pelo terminal.

A razão de ser esta a versão instalada é que a versão mais nova, a 0.9, não funciona bem com o Thunderbird 2.0.0.19, versão que vem no EeeBuntu e que, por sinal, é a mais recente. Enfim, instalei o Provider que baixei na página de Addons do Thunderbird, e qual não foi a minha surpresa ao ver que ele exigia o Lightning mais potente…

screenshot-add-ons

Sem stress, porém. Para ter seu calendário funcionando, baixe a versão do Provider compatível com o Lightning 0.8, a saber, o Provider versão 0.4.

Reinicie o Thunderbird, e tudo deve estar funcionando!

Para configurar o seu calendário no Thunderbird, vá até a seção de Calendário no Thunderbird, e clique com o botão direito > Novo Calendário.

Após, escolha a opção de calendário na rede.

screenshot-criar-calendario

Em seguida, escolha a opção “Google Calendar” e, no endereço, digite o link correspondente ao XML da página de configurações da sua agenda no Google Calendar:

screenshot-criar-calendario-1

screenshot2

Por fim, dê um nome ao seu calendário e uma cor, marcando a opção de exibir alarmes , e digite a senha de acesso ao calendário, deixando marcada a opção de lembrar senha. Pronto!

screenshot-criar-calendario-2

screenshot-login-do-google-calendar

Agora seu Thunderbird está prontinho para o uso de Calendários do Google!

Veja como ficou a tela das minhas extensões, após colocar a tradução para PT-BR (você encontra a opção no Synaptic, só procurar por lightning-extension, e escolher o que tem também a opção pt-br):

screenshot-complementos

Aos poucos, meu EeeBuntu vai ficando do jeito que eu queria! 😉


Meu novo cliente Torrent: DELUGE!

fevereiro 5, 2009

Depois de usar o Transmission, Azureus, BitTornado, etc., e, insatisfeito com os clientes torrents para linux (Windows, indubitavelmente, uso o UTorrent), acabei me deparando com o Deluge.

Deluge

A interface dele é bastante parecida com o UTorrent, e posso dizer que estou bastante satisfeito com o seu desempenho.

Para instalar, digite no terminal:

$ sudo apt-get update

$ sudo apt-get install deluge-torrent

Depois de instalado, vamos à configuração. Ao abrir o cliente pela primeira vez, aparecerá um Wizard para a configuração. Eu preferi clicar em cancelar e arrumar tudo manualmente.

Com o programa aberto, e sem o Wizard, vá ao Menu Editar > Preferences.

Escolha onde salvar os arquivos baixados, ou deixe a opção de perguntar onde salvar. Ainda, defina onde ficarão armazenados os arquivos torrents. O Deluge oferece uma opção interessante, permitindo o download automático dos torrents que estiverem na pasta indicada, que, no meu caso, será muito útil em meu servidor, que sempre inicia o Deluge e pode ir baixando os arquivos sem que eu faça nada.

screenshot-preferencias-do-deluge

Sem seguida, abra a aba Rede e escolha a porta que o Deluge deverá usar. Lembre-se de liberar esta porta em seu firewall/roteador (geralmente basta um port forwarding, mas se tiver dúvida de como fazer isso, procure em uma página especializada como a Port Forward).

screenshot-preferencias-do-deluge-1

Por fim, no menu Largura de Banda, defina propriedades como o limite de download/upload. Se quiser deixar ilimitado, defina como -1 .

screenshot-preferencias-do-deluge-2

E pronto! Seu novo cliente de BitTorrent está funcionando!

screenshot-deluge

Se quiser deixar a inicialização do Deluge automática, juntamente com o sistema, basta, no EeeBuntu, por exemplo, ir ao menu System > Centro de Controle > Sessions e Adicionar uma nova entrada no Startup Programs:

screenshot-sessions-preferences

Clique em “Add” e configure a entrada com o comando “deluge“:

screenshot-add-startup-program

E pronto! Só correr pro abraço! Até a próxima!


Conectando a um computador com o XFCE pelo FreeNX

fevereiro 4, 2009

Dica rápida pessoal… 🙂

Se você tem um computador com o XFCE, como o meu servidorzinho com o Xubuntu instalado, e quer iniciar uma sessão remota com o FreeNX, basta configurar a sessão (no cliente), da seguinte maneira:

(1) Escolha uma sessão Unix > Custom.

FreeNX - Configurações

(2) Clique em Settings, e defina o comando /usr/bin/xfce4-session, escolhendo também a opção New virtual desktop:

FreeNX - XFCE

E pronto! Seu XFCE está acessível:

XFCE

Se você ainda não tem o FreeNX instalado, recomendo o tutorial do Carlos E. Morimoto, do Guia do Hardware: Usando o FreeNX Server.

Até a próxima!


Pra descontrair

fevereiro 1, 2009

Uma piadinha, pra descontrair… bem nerd, por sinal. 🙂

apt-get-wife