Compartilhando a multifuncional SCX-4200 no Ubuntu

março 4, 2010

Olá! Como prometido, postarei agora como eu resolvi o problema de compartilhamento da multifuncional SCX-4200 no Ubuntu (utilizei o xubuntu na verdade, mas no final, dá no mesmo). Este guia é antigo, e não sei porque não postei antes, deixando como rascunho no bLOG… Enfim, se houver alguma incorreção ou problema, por favor relatem que eu tentarei arrumar.

scx4200

Primeiro, tenha certeza de que o scanner/impressora estão funcionando no seu sistema.

Se você não viu, postei como configurar isso neste post: Instalando a multifuncional SCX-4200 no Ubuntu 8.10 (Intrepid Ibex)

.:: Impressora

Novamente, a impressora é o passo mais simples. O compartilhamento da impressora ocorre pelo CUPS, que já vem instalado no Ubuntu por padrão, bastando a sua configuração pela página do CUPS (http://ip-do-servidor:631).

Na própria página do CUPS, na seção de Administração, existe a opção de compartilhamento. Após habilitá-la, basta configurar o caminho da impressora no cliente, usando o IPP ou, se o cliente for windows, descrevendo o caminho da impressora na rede.

.:: Scanner

O scanner foi um problema, de novo. Eu acreditava que o compartilhamento seria simples, pelo xsane, mas estava enganado. Simplesmente não encontrei como fazer isso. A saída foi olhar nos fóruns por aí.

Que decepção! Tudo o que encontrei foram mensagens do tipo “é até possível, mas não tem utilidade–para conseguir escanear, você tem que ir até a máquina de qualquer forma…“.

Ledo engano: eu tenho uma utilidade sim para o comparrtilhamento de scanner.

Primeiro, note que a multifuncional não fica ligada ao meu computador principal, mas a um PC um pouco mais singelo, que serve como servidor de arquivos, compartilha a minha internet, minha impressora (!) e que fica ligado 24 hs. Ora, qual a função de compartilhar o scanner? Pra não precisar ficar trocando o fio da multifuncional toda hora, para escanear do meu PC principal, que roda o Gimp/Photoshop… Só essa comodidade, acredito eu, vale a preocupação.

Enfim, pesquisei, mas não encontrei nada. Solução? Gambiarra.

Pois é. Como eu disse, meu servidor fica ligado 24 hs por dia, e, pra completar, não tem teclado, mouse ou monitor, o que implica que tenho que gerenciá-lo remotamente. Como? Utilizando o FreeNX. Desta forma, o “jeitinho” que dei aqui foi rodar o xsane remotamente, através do FreeNX, salvando o arquivo escaneado em uma pasta pública no servidor.

Se você ainda não tem o FreeNX instalado, sugiro que você leia este ótimo tutorial do Carlos R. Morimoto: Usando o NX Server.

Enfim, com o FreeNX rodando, crie uma nova sessão em sua máquina local, chamada “scanner“, e digite o endereço da máquina que tem o scanner (e o FreeNX Server, claro).

Compartilhando o Scanner - FreeNX (fig. 01)

Em seguida, escolha a opção Unix > Custom, e clique em “Settings“.

Compartilhando o Scanner - FreeNX (fig. 02)

Por fim, digite como comando “xsane”, e deixe marcada a opção “” para que o xsane rode como se fosse um programa da máquina local.

Compartilhando o Scanner - FreeNX (fig. 03)

Com tudo OK, basta executar a sessão do FreeNX, e pronto! Você conseguirá operar o scanner normalmente, como se estivesse com ele compartilhado! Veja um Screenshot da minha tela, com o Xsane rodando:

Xsane rodando remotamente com o FreeNX

Sei que isso é uma gambiarra, e não é, de fato, um compartilhamento do scanner como deveria ser, mas apenas reafirmo que supriu as minhas necessidades… Se alguém souber de um meio melhor, por favor, compartilhe! 😉

Anúncios